Na RMVale, crianças com educação financeira se reúnem com a família para falar sobre dinheiro

67% dos alunos que têm educação financeira na escola sabem das condições financeiras da família, segundo pesquisa*. Na Região Metropolitana do Vale da Paraíba (RMVale), 7 escolas particulares oferecem o tema em sua grade curricular

 

Dados da 1ª Pesquisa Nacional de Educação Financeira nas Escolas* apontam que quando as crianças têm aulas de educação financiera na escola, há mudanças na vida de toda a família. Na Região Metropolitana do Vale da Paraíba, 7 escolas particulares oferecem o tema em sua grade curricular.

*A recente pesquisa foi realizada em parceria entre o Instituto Axxus, o Núcleo de Economia Industrial e da Tecnologia (NEIT) do Instituto de Economia da UNICAMP e a Abefin (Associação Brasileira dos Educadores Financeiros).

 

Gastam com consciência

81% dos alunos educados financeiramente gastam parte do que recebem e guardam outra a parte para os sonhos, enquanto 19% guardam tudo – algo que não é o correto, pois é preciso ter equilíbrio entre consumir e poupar.

Por outro lado, nas famílias em que os filhos não têm aulas de educação financeira, 15% dos pais não sabem como os filhos gastam e 66% afirmam que eles gastam seu dinheiro rapidamente, enquanto apenas 11% gastam apenas uma parte e 7% gastam tudo.

Além disso, a grande maioria (71%) dos alunos que têm aulas sobre o tema ajudam os pais a fazerem compras conscientes, algo que nenhuma das crianças que não aprendem educação financeira faz. Enquanto 98% dos alunos com educação financeira se reúnem com a família para conversar sobre dinheiro, apenas 33% dos que não têm se reúnem.

 

Escolas na RMVale

A educação financeira já é realidade em diversas escolas brasileiras. Em 2017, a DSOP Educação Financeira implantou seu programa em 7 escolas particulares da Região Metropolitana do Vale da Paraíba, com a utilização de seus materiais didáticos. Isso sem contar as muitas outras que utilizam os materiais paradidáticos.

São elas:

– Colégio Anglo Cassiano Ricardo – São José dos Campos

– Colégio Inspire – São José dos Campos

– Escola Pindorama – São José dos Campos

– Escola Espaço do Saber – São José dos Campos

– Colégio SEPP – Jacareí

– Colégio Oliveira Netto – Cunha

– Colégio São Joaquim – Lorena

Segundo o educador financeiro e diretor da Unidade DSOP São José dos Campos, Silvio Bianchi, o ambiente escolar é o mais propício para o ensino dessa disciplina. “Para que as futuras gerações possam viver de forma sustentável, precisamos plantar as sementes. As crianças devem aprender a ter bons hábitos, tais como saber esperar, gastar menos do que se ganha e saber diferenciar um desejo de uma necessidade, entre outros aspectos tão importantes para se ter uma vida financeira equilibrada”, afirma.

 

Sobre a pesquisa

Para que fosse possível traçar uma análise ampla, foram entrevistados 750 pais, sendo metade deles pais de alunos que estudam em escolas que adotam educação financeira e a outra metade, pais de alunos que estudam em escolas que não adotam a educação financeira. As cidades contempladas pela pesquisa são Recife, São Paulo, Rio de Janeiro, Goiânia e Vitória.

Ela foi realizada em parceria entre o Instituto Axxus, o Núcleo de Economia Industrial e da Tecnologia (NEIT) do Instituto de Economia da UNICAMP e a Abefin (Associação Brasileira dos Educadores Financeiros).

 

Fonte: DSOP Educação Financeira